[iS]Insert Stories – Um Conto de Amor

Essa semana contaremos com o conto da estreante Ajinomoto-Chan, COMENTEM!!!

Uma história de amor

Desde quando era criança ouvi falar do amor, em filmes, livros ou canções, este sentimento que sempre esteve presente em minha vida. Acabei crescendo ouvindo histórias de cada um que passava por mim, sem falar nas histórias que ouvi de minha mãe. É certo que nem todas me agradaram, mas mesmo com contos infelizes, tinha dentro do coração, a esperança de um dia conhecer o amor. Começou uma nova vida. Cresci, me tornei mulher e com isso vieram os sonhos, as vontades, medos e indecisões. O amor sempre foi visto por mim como um sentimento perfeito, lógico e lúdico. Mas com o passar do tempo, fui vendo e percebendo que nem tudo que os livros e filmes passavam, realmente era o que acontecia na vida real. Para mim o amor com o passar do tempo perdeu o brilho e encanto. Existiam momentos em que eu mesma me perguntava se o amor existia, ou se era só um sonho.  Até que um dia conheci uma pessoa por quem me apaixonei fortemente. Achei que ali estaria meu sonhado amor. Vivi intensamente cada momento, mas não foi o bastante. Seria preciso que nós dois fossemos um só, que ambas as partes cedessem a vontades um do outro e não que somente um tivesse a voz predominante da relação. Sendo assim, o meu tão lindo castelo de sonhos desabou de forma que nenhuma reparação pudesse ser feita. O amor então não existe? Será que se ama somente uma vez? Perguntava-me sem parar. Afinal, me dediquei a este amor, aos meus sonhos que pensava estar realizando, e na verdade, acabei vendo meus planos e amor escapando entre meus dedos. Senti-me em um momento de impotência, não podia resolver nada com a força de meus próprios braços, pois já era tarde demais. Estava amando só e o amor já tinha me dito adeus!
Sofri noites sem dormir, não estava mais presente para amigos, tinha resolvido me fechar e me afastar do mundo. Estava sem esperanças de ser feliz. Sozinha ou acompanhada, não acreditava que seria feliz outra vez. O tempo passou, os ares mudaram e resolvi olhar para o horizonte e percebi então, o quão linda era a vida. Existiram muitas pessoas que quiseram me ajudar, mas cega pela tristeza não consegui enxergar. Até que um dia tudo mudou. A luz voltara a minha vida. Percebi que nem toda felicidade do mundo estava na pessoa que esteve por tempos ao meu lado, e sim na esperança de ser feliz que havia perdido. Vi que a felicidade estava nas coisas mais simples que uma pessoa podia fazer. Não que tivesse perdido a esperança de encontrar a pessoa especial, continuei sonhando, só que com os pés no chão. Levei minha vida sem sofrer nenhuma dor, pois lá no fundo sabia que na hora certa a pessoa que poderia me fazer feliz iria aparecer, e enfim encontraria o amor verdadeiro, profundo e imortal. Quem sabe transcendental? O passado não me atormentou mais, o presente e o futuro era minha real ocupação. A vida se tornou então minha maior felicidade e do passado não restou nem mesmo a saudade. O passado ficou para trás, e uma vez para trás, não volta mais. È a vida que segue. È a história que se refaz!

Anúncios

7 responses to this post.

  1. Tem um livro que descreve perfeitamente o amor…

    O amor é sofredor, é benigno;
    o amor não é invejoso;
    o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece.
    Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal;
    Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade;
    Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta…

    I Coríntios 13:4-7 (Bíblia Sagrada)

    Responder

  2. Posted by Isabela on abril 8, 2010 at 7:39 pm

    “O amor é uma flor roxa que nasce no coração de um troxa!” rsrsrsrs! Putz! Eu amo, então… sou uma troxa assumida! kkkkkkkkkkk

    Responder

  3. Posted by Silvia Novaes on abril 15, 2010 at 2:10 am

    ai, ai, ai… hehehehehehe…

    Responder

  4. Posted by Mib2021 on abril 15, 2010 at 4:06 pm

    Recomeçar é muito mais dificil de começar, contudo recomeçar é muito mais lindo e intenso que começar!!!

    Responder

  5. Posted by Tereza Sakura on abril 19, 2010 at 2:33 am

    Sta.Ajinomoto-Chan,gostei….Muito sentimental, sua cara. Viva o amor!!!!!!!!!!!!!

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: